Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Câmara / Notícias / Enfermeira Geovana reúne servidores da Saúde para ouvir reivindicações de melhorias ao setor

Enfermeira Geovana reúne servidores da Saúde para ouvir reivindicações de melhorias ao setor

por Marcos Arruda publicado 27/08/2021 10h08, última modificação 27/08/2021 10h08

 

        A vereadora enfermeira Geovana há tempos vem demonstrando sua preocupação com os servidores públicos de Primavera do Leste, principalmente aos que estão lotados na Secretaria Municipal de Saúde. Conforme relatou em tribuna, sua intenção é reunir os profissionais junto às autoridades do município para escutar as demandas, de forma que as necessidades dos trabalhadores sejam atendidas e novas políticas para o bom funcionamento do setor público sejam traçadas.

        Dando seguimento a essa proposta a vereadora reuniu, na última sexta-feira (20), servidores de cada departamento da saúde pública da cidade para que eles pudessem expor os desafios que mais interferem em suas atividades. A reunião ocorreu no plenário da Câmara Municipal, com a presença dos demais vereadores.

        Dentre os assuntos colocados na reunião, os funcionários pediram para que o plano de Cargo, Carreira e Salário da classe seja avaliado pelo Poder Executivo. A proposta foi desenvolvida desde o ano de 2015, porém até agora não foi executada. Dentro dessa pauta também foi discutido o projeto de lei que estabelece o pagamento de insalubridade aos servidores da saúde. Algumas funções que exigem contato direto com pacientes, como motoristas, farmacêuticos e agentes administrativos da central de regulação não teriam direito à insalubridade, conforme o projeto, e na reunião os trabalhadores demonstraram a necessidade de alterar essa redação.

        Sobre os salários, os médicos afirmam que o valor do pagamento mensal junto aos benefícios oferecidos não compensam. Já os enfermeiros questionaram a diferença salarial entre os servidores de carreira e os comissionados. Além disso os motoristas que viajam para outros municípios e gastam com alimentação e às vezes reparos em veículos, reclamam que o valor de R$ 700 mensais para essas despesas está defasado.

        A quantidade de servidores para atender a demanda de saúde que aumenta na mesma velocidade em que a cidade de Primavera do Leste cresce também foi um dos apontamentos feitos pelos profissionais. Conforme a classe, em todos os setores há um desfalque. Nos postos de saúde, por exemplo, os agentes administrativos que trabalham nas recepções não conseguem tirar férias porque não há quem os substituam. Funcionários de outros setores também pontuaram o atraso na liberação de suas férias. E para o Caps foi solicitada a contratação de mais psicólogos. Eles dizem que um servidor para atender 200 pacientes por mês não é o suficiente.

        No Laboratório Municipal, a reclamação é referente ao espaço físico que hoje não é adequado, segundo os profissionais. Nem mesmo o alvará da Vigilância Sanitária é garantido para a realização dessas atividades no local.

        A vereadora Geovana se comprometeu em dar atenção a cada reivindicação. “Por ser da área da saúde sou sensível às causas de cada trabalhador que hoje aqui se manifestou. Meu trabalho será dedicado a apresentar essas demandas ao chefe do Poder Executivo para que os funcionários públicos tenham melhores condições de trabalho”, disse a parlamentar, que conta com o apoio dos colegas de parlamento para obter resultados positivos sobre esses assuntos.

Combate ao COVID-19

Colabore no combate ao COVID-19

Siga as nossas redes sociais

Facebook  YouTube  Instagram

Acompanhe o processo legislativo da Câmara

SAPL

Ouvidoria

Ouvidoria

Transmissões ao vivo - Clique para assistir

YouTube-libera-transmissão-de-vídeo-ao-vivo-pelo-celular – Sitre – Simpósio  Internacional