Sessão Ordinária: Vereadores falam sobre obras da BR-070 e situação dos moradores das margens da rodovia

por DRIELY PINOTTI publicado 11/06/2019 01h05, última modificação 11/06/2019 11h47
10 de junho de 2019

A Câmara Municipal de Primavera do Leste tem sido palco de discussões de matérias importantes para o município. Durante a sessão ordinária realizada nesta segunda-feira (10) os vereadores da 9ª legislatura apresentaram cerca de 20 indicações, que é proposições em que o parlamentar sugere ou solicita medidas de interesse público aos órgãos competentes.  Um dos assuntos mais abordados no grande expediente, espaço de manifestação sobre os mais diferentes assuntos, foi o retorno das obras da BR-070 e a situação dos moradores que moram ás margens da rodovia.

O presidente da Casa, Paulo Márcio (DEM) comentou de uma reunião realizada com a Defensoria Pública, vereadores, Secretária de Assistência Social e representantes das famílias que residem na área de domínio federal. Ele explicou que a ordem judicial será cumprida e que o retorno da obra é de grande importância para o município. “Quanto ao problema social, que engloba garantir apoio aos moradores da localidade, existem algumas preocupações justa e o encontro teve o objetivo de discutir essas questões”, disse.

Para o vereador Carlos Instrutor (PSD) o debate foi saudável, porém, alguns moradores estavam exaltados. “Inclusive jogando a culpa nos vereadores. Este é um problema social precisa ser levado à assistência social. A Prefeitura não está omitindo da função de garantir moradia digna a essas famílias. Porém, existem pessoas que já foram contempladas em outro momento com residências e vendeu a casa, além disso, outras famílias invadiram o local após 2015”, afirmou.

A vereadora Carmen Betti (PSC) reiterou o papel da Câmara em auxiliar os moradores, com aprovação de projeto que beneficia e autoriza a Prefeitura a oferecer o auxílio aluguel e construir as residências. “O retorno das obras é um momento esperado e importante para nossa comunidade, porque traz segurança, melhora a trafegabilidade, mas entendemos a situação das famílias que moram ás margens da rodovia.  Os moradores que serão contemplados com a casa vão ser protegidos com o aluguel social até a entrega da casa. Algumas famílias que estão ali não receberão as casas, pois não atendem os critérios exigido pela Lei do Programa Vida Nova”.  

Na oportunidade, o vereador Luis Costa (PR), afirmou ter morado nas margens da rodovia quando chegou à Primavera do Leste. “Entendo as dificuldades das pessoas, mas a Prefeitura está fazendo mais do que é competência do município. Devemos olhar aos pais de famílias que realmente precisam e aqueles que já ganharam casas e invadiram o local após o cadastramento, terão que respeitar a ordem judicial”, salientou.

O líder do prefeito, Manoel Mazzutti (MDB) disse que o município de Primavera do Leste não está tirando ninguém das margens da rodovia. “A Prefeitura está colaborando com a elaboração de projetos que institui o auxílio aluguel e autoriza a construção das residências. A decisão da saída dessas pessoas é judicial, e decisão judicial não se contesta se cumpre”. Ele ainda afirmou que a Casa não se isentou do debate de como auxiliar os moradores e atuou nesse fato com muito respeito.

 Coforme o parlamentar Antônio Marcos (PP), agora é o momento de pensar na sinalização de trânsito da Avenida Florianópolis, pois com a obra o fluxo vai aumentar. “O trabalho está a todo vapor. É uma obra de suma importância para a comunidade. Recebi ligações de pessoas das margens da BR, que desde a legislatura passada tem conversado com os vereadores e, nós, sempre buscando solução. As pessoas estão mais que avisadas que essa hora de desapropriação chegaria. É uma decisão judicial e precisa ser cumprida”.