Vereadores pedem endurecimento nas medidas de Combate ao Coronavírus no município

por FABRICIO COSTA publicado 16/06/2020 12h57, última modificação 16/06/2020 12h57
Além de apoiarem o fechamento do comércio a partir das 19 h, os vereadores também defenderam o endurecimento para fiscalização de reuniões familiares e aglomeração nas ruas.

Diante da atual situação do município que já ultrapassou 260 casos de Coronavírus com 4 óbitos, os vereadores na manhã de segunda-feira (15), pediram durante a sessão o endurecimento das medidas de combate ao Coronavírus no município. Entre os assuntos abordados estão a fiscalização mais rigorosa para aglomeração ruas, comercio, áreas de lazer, passeio publico e pontos turísticos do município, além da criação de leitos específicos para que possam atender à crescente demanda de pacientes infectados.

Para o presidente da casa de leis, Paulo Márcio, falta comprometimento da população em seguir as medidas adequadas para evitar a propagação do vírus. “Infelizmente essas mortes e o auto índice de contaminação se deve à falta de comprometimento da população, temos que endurecer as medidas. Estamos em um momento difícil em nosso município, para isso precisamos da contribuição de todos”.

Paulo Márcio destacou ainda a preocupação com número de leitos específicos, para o Covid-19 no município. “Precisamos não só de UTIs, que já estão esgotadas em todo estado, mas também de leitos específicos para atendimento desses pacientes em nosso município, imagine que apenas 5% da população se contamine, não teremos como atender a todos”, exemplificou o presidente.

Quem também comentou sobre os leitos disponíveis no município foi a vereadora Carmen Betti, representante da Câmara Municipal no Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus, que em seu discurso solicitou um minuto de silêncio em memória das vítimas de Covid-19 no município. “Quanto ao questionamento da população sobre os 10 respiradores, precisamos entender que respiradores não substituem a UTI, ele apenas auxilia o paciente para respiração enquanto não é regulada uma vaga de UTI. Tivemos um exemplo de um paciente que precisou do respirador para aguardar uma vaga de UTI, caso não tivéssemos esse equipamento essa pessoa teria morrido”, destacou.

A vereadora aproveitou o momento para divulgar algumas ações desenvolvidas no município no enfrentamento ao Coronavírus. “Muitos não sabem, mas na rodoviária desde que foi aberta para desembarque, temos uma equipe de profissionais que monitora e abre um protocolo para cada passageiro que desembarca em nossa cidade e faz o acompanhamento. Temos hoje três equipes na unidade sentinela, a partir de hoje (15), também a Upa terá uma ala de recepção específica, além da estrutura montada no Terceirio Milênio”, ressaltou a vereadora que finalizou a fala dizendo. “ Precisamos entender que a cada semana o cenário muda e temos uma nova realidade decorrente da doença, já atingimos quatro óbitos. O que podemos fazer? O resultado de tudo isso depende de nós”.

O trabalho prestado pelos profissionais da saúde no Município, também foi evidenciado em tribuna pela vereadora Edna Mahnic. “Temos que parabenizar os profissionais da Saúde que estão na linha de frente no enfrentamento. Precisamos nesse momento baixar nosso número de casos, e para isso teremos que endurecer algumas medidas. Muitas pessoas não estão levando a sério o isolamento. Com aumento de casos em nossa cidade, precisaremos pensar na construção de um hospital de campanha, assunto esse que será discutido com prefeito em reunião já agendada”, salientou a vereadora.

Os vereadores aproveitaram ainda para comentar o comportamento da população de um modo geral, que não vem descumprindo o isolamento social. “Agora é momento de nos unirmos e ver o que é melhor para população, precisamos ficar em casa, mas a pessoa só fica em casa até o momento que não falta comida, é difícil! Sabemos do empenho do prefeito em manter a cidade funcionando, os comércios estão fechando às 19:00, mas o desrespeito vem da população, que não está nos bares e lanchonetes, mas continuam fazendo festas em casa, ou mesmo ficando na rua, como presenciei no fim de semana”, comentou o vereador Nhonho.
Quem também solicitou atenção da população em relação as medidas de segurança, foi a vereadora Iva Viana. “Sabemos que todos precisam trabalhar, mas pedimos a população quem não precisa fique em casa, vamos pensar no próximo e em nós mesmo, em nossa família. Hoje o Estado não tem mais UTI. Não vamos no vizinho, não vamos em parente, se nós não nos conscientizarmos será muito difícil”.

O vereador Manoel Mazutti iniciou seu discurso lamentando as mortes, ocasionadas pelo coronavírus no município e também falou do desrespeito aos decretos em validade. “Todos sabem da letalidade da doença, e continuam desrespeitando as medidas de segurança, nós precisamos fazer nossa parte, não há decreto que salve vidas se o cidadão não tiver o respeito e cuidado pelo seu próximo”.

Já o vereador Antônio Marcos – Piru, defendeu que o município precisa encontrar novos caminhos para o combate a Pandemia. “Sabemos que município e todos os governantes estão tomando medidas para o bem estar de toda população, mas nem todos estão preocupados, a situação é preocupante precisamos de isolamento, não adianta isolar apenas o grupo de risco e os filhos, netos e demais integrantes da família continuar transitando sem responsabilidade”. Expôs o vereador.

O vereador Carlos Araújo, aproveitou o momento que usou a tribuna para chamar a atenção da população. “As pessoas precisam ter consciência, isso é sério, pensem em suas famílias pois, nós só vamos conseguir controlar essa pandemia com a ajuda de casa um”.

Já o vereador Carlos Instrutor chamou atenção da população sobre o isolamento e cuidados com a transmissão do Coronavirus, “ lamentamos nossas vitimas, estamos perdendo entes queridos as pessoas tem que se conscientizar que elas levam a doença muitas vezes para dentro de casa. Não adianta um idoso estar cumprindo rigorosamente o isolamento e um familiar não respeitar as medidas básicas de prevenção. Peço que todos tenham mais amor a suas famílias, podendo ficara em casa fique em casa, se precisa trabalhar tome todas as medidas de segurança”.

Para o vereador Luis Costa é lamentável a perda de vidas para o Coronavírus. “Eu disse há semanas atrás que esse cenário iria piorar, e alguns só iriam cair ficha quando perdermos pessoas próximas, já estamos com a UTI s lotadas. Nós vereadores somos cobrados por leitos, temos uma criança de quatro anos na UPA aguardando vaga de UTI e não temos, precisamos endurecer as medidas, colocar carro de som na rua, e a polícia também para conter a circulação sem necessidade da população. Além da criação de um hospital de campanha”.